Carregando...
X
Crie sua conta Bipp
Fale agora com um consultor ou preencha o formulário e entraremos em contato:
Blog
Blog
  • 5 tecnologias que estão revolucionando o agronegócio

    5 tecnologias que estão revolucionando o agronegócio

    01/02/2022

    Segundo estimativas da Organização das Nações Unidas (ONU), a população mundial no ano de 2050 será de 9,7 bilhões de pessoas. De acordo com especialistas, teremos que produzir 60% a mais de alimentos para atender esse montante populacional. 

    Mas você sabia que essa tarefa só será possível mediante uso de muita tecnologia no agronegócio?

    Ao longo da sua história, o uso de tecnologia no agronegócio foi e continuará sendo um fator de revolução, com esse segmento sendo palco de algumas das mais importantes transformações dos últimos anos. 

    E essas transformações continuam, com muitas tecnologias contribuindo com a transformação do agro, levando o setor rumo a um futuro produtivo, otimizado e sustentável. Cabe ao produtor rural conhecê-las e aplicá-las no campo. 

    Diante deste cenário, veja as 5 principais tecnologias do agronegócio que estão revolucionando o setor.

    #1. Agricultura de precisão: um ecossistema da tecnologia do agronegócio


    A agricultura de precisão é uma grande aliada do agronegócio, sendo um importante fator de transformação. Ela representa um ecossistema de tecnologias que permite ao produtor conquistar maior produtividade e rentabilidade, já que permite total mapeamento e monitoramento das áreas, otimizando o manejo das culturas.

    Via agricultura de precisão é possível utilizar estratégias para resolução de problemas com mais exatidão, permitindo que o produtor vá direto ao ponto necessário, tomando uma decisão muito mais assertiva.

    Muitas são as tecnologias que englobam o ecossistema da agricultura de precisão, tais como: piloto automático, drones, semeadoras a taxa variável e sensores dispostos por toda a propriedade, seja no solo, seja no maquinário.

    A AP, para o agronegócio, se torna peça-chave para o desenvolvimento de práticas baseadas em dados e informações de acordo com os diferentes níveis de dificuldade e características da área.

    #2. Melhoramento genético e biotecnologia: tecnologia além das máquinas

    Além de muitas máquinas e maquinários cada dia mais modernos, a tecnologia no agronegócio também vem se baseando no melhoramento genético, além dos avanços em biotecnologia.

    Sua aplicação abrange áreas como:

    • Agricultura, via melhoramento vegetal; 
    • Produção de alimentos das agroindústrias; 
    • Medicina veterinária através de clonagem; 
    • Obtenção de plantas transgênicas; 
    • Sementes sintéticas, dentre outras.

    Na área da agricultura, diversas são as plantações que já usam sementes geneticamente modificadas. Elas adquirem resistência a pragas e escassez hídrica e permitem aos agricultores também usar menos agrotóxicos para combater plantas daninhas. 

    Assim, as cultivares mais tecnológicas oferecem mais praticidade, adaptabilidade, estabilidade, segurança e flexibilidade aos produtores rurais. Com isso, há diminuição dos gastos, além de significativo aumento da produtividade e qualidade dos alimentos. 

    #3: Inteligência artificial (IA): aprendizado de máquinas

    Em termos simplistas, a inteligência artificial (IA) faz referência a sistemas ou máquinas que imitam a inteligência humana para executar tarefas. Elas podem se aprimorar iterativamente com base nas informações que coletam.


    No agronegócio, a inteligência artificial atua melhorando a autonomia dos equipamentos, máquinas e implementos, reduzindo custos e promovendo a elevação da produtividade em todas as etapas de produção.

    Assim, com um programa eficiente e equipado com a inteligência artificial, o produtor pode receber alertas na palma de suas mãos, via dispositivo móvel, sobre a saúde da lavoura, sobre previsões climáticas, sobre a presença de pragas e/ou doenças no campo e até mesmo sobre a produção animal, no caso da agropecuária.

    #4. Internet das Coisas (IOT): maior conexão de máquinas com a internet


    A internet das coisas, ou IOT (Internet of Things, em inglês) representa uma tecnologia que viabiliza a conectividade dos equipamentos e dispositivos com a internet, permitindo ao produtor e profissionais envolvidos nos tratos da fazenda o acompanhamento de todos os dados e informações da propriedade, sempre em tempo real.

    Esse é um tipo de tecnologia no agronegócio que permite o uso de máquinas e dispositivos autônomos, com a conexão dos equipamentos via internet facilitando o dia a dia da atividade, permitindo rastrear e identificar as áreas que estão sendo trabalhadas pelos maquinários.

    Assim, essa tecnologia permite otimizar os cuidados com o campo e evitar retrabalho de manejo, conservando o solo e economizando o tempo e o custo operacional das operações.

    #5. Plataformas integradas: maior capacidade de gerenciamento do agronegócio

    Dentre as muitas soluções tecnológicas que estão transformando o agronegócio, as plataformas integradas são essenciais. Elas permitem integrar todo o agronegócio, da lavoura à mesa do consumidor, conectando e unificando dados gerados pelos dispositivos, sensores, satélites e demais equipamentos tecnológicos, transformando-os em algo sólido e útil para a tomada de decisão.

    Há ainda plataformas específicas que permitem gerenciar as negociações entre produtores, fornecedores e consumidores, integrando todas as transações entre estes importantes elos da cadeia do agronegócio. 

    Assim, as plataformas que promovem a integração do agronegócio chegaram para ficar e já estão transformando a forma com que o agronegócio é gerenciado, agilizando a vida no campo e permitindo uma gestão mais eficaz de todo o agronegócio.

    Para saber mais, convidamos você a conhecer a solução da BIPP que permite facilitar negociações entre produtores, fornecedores e consumidores!

Notícias Relacionadas